Uma loja made in Pernambuco de bebidas artesanais

Economia Criativa. Essa foi a pegada que o Governo do Estado por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico (Adepe) inaugurou nesta quinta-feira (15) a Loja de Bebidas de Pernambuco. A produção é 100% local e abrange mais de 150 rótulos de marcas do Sertão ao Litoral, entre cervejas, vinhos, cafés, cachaças e outros destilados.

Localizado dentro do Armazém 11, no Marco Zero, o espaço une-se ao Centro de Artesanato e à Loja de Moda Autoral de Pernambuco, reforçando o apoio da gestão estadual à economia criativa.

“Estamos orgulhosos deste espaço por sua importância para fortalecer o setor, que já tem uma grande diversidade e é vetor de geração de renda em Pernambuco. Queremos valorizar um mercado que faz parte do nosso patrimônio e identidade cultural, reconhecido dentro e fora do País”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Edital de Chamamento 

Após um edital de chamamento público, foi realizada a curadoria que selecionou as marcas presentes na loja. Um processo construído coletivamente, com a participação de associações de bebidas pernambucanas como o Instituto do Vinho do Vale do São Francisco (Vinhovasf); a Associação Pernambucana de Cervejarias Artesanais (Apecerva); a Associação dos Produtores Orgânicos de Taquaritinga do Norte (Aprotaq); e a Associação Pernambucana dos Produtores de Aguardente de Cana e Rapadura (APAR).

Na loja, cafés de Taquaritinga do Norte, no Agreste, reforçam o tradicionalismo da região no plantio, torra e comercialização dos grãos. De Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, chegam as premiadas cachaças Sanhaçu, cujo engenho é o primeiro do Brasil a utilizar energia solar, e a tradicional Pitú, com 80 anos de atividade.

Além destas, a Loja de Bebidas de Pernambuco traz mais duas cachaças premiadas: a Capibarim, de Aliança, também na Zona da Mata, e a Tabocas, de Belo Jardim, no Agreste. Conta, ainda, com marcas de cerveja premiadas no Brasil e no exterior, a exemplo da Ekäut, do Recife, e da Debron Bier, de Jaboatão dos Guararapes.

Segundo levantamento da Adepe, hoje o estado reúne 173 produtores artesanais de bebidas, entre cultivo de café e subprodutos, fabricantes de aguardente de cana e bebidas destiladas, cervejas, chopes e malte, detalhou o presidente da Adepe, Roberto Abreu e Lima.

*Com informações da Secretaria de Imprensa do Governo de Pernambuco (SEI)

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram