Porto Alegre sem água e aeroporto, e parte do RS sem energia

Os temporais no Rio Grande do Sul, que já deixaram 85 mortos e 111 desaparecidos, alagaram 5 das 6 estações de tratamento de Porto Alegre, que tiveram que ser desligadas. Com isso, ao menos 85% da população está sem água nas torneiras. Nesta segunda-feira (06), o prefeito Sebastião Melo (MDB) decretou racionamento na cidade.

 

“Não tem água suficiente estocada. Vou botar o caminhão-pipa num campo de futebol de várzea, as pessoas vão lá buscar água e também levar suas bombonas, levar suas garrafas porque eu não tenho condições de passar de casa em casa”, disse ele.

 

O aeroporto da capital gaúcha também permanece fechado por tempo indeterminado. Com saguões e pistas alagados, os voos estão suspensos até o fim do mês. O aeroporto está fechado desde sexta-feira (3) devido à elevação das águas do Lago Guaíba, que chegaram ao maior nível já registrado, de 5,33 m.

 

As chuvas também provocaram corte de energia em mais de 530 mil imóveis. Segundo o Ministério de Minas e Energia, ao menos 150 mil religações foram feitas.

 

*Com informações do G1 e Agência Brasil

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − dez =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram