Inclusão social, equidade e empreendedorismo feminino

Na coluna desta semana vamos falar como algumas empresas atuam para impulsionar os pequenos negócios e, por tabela, o empoderamento econômico no Nordeste, com foco nos pequenos negócios voltados às mulheres.

Com uma visão direcionada à inclusão social, promoção da equidade e fomento do empreendedorismo, a Coca Cola Brasil, junto à seu fabricante local, Solar Coca-Cola, e a marca Kuat, iniciam uma série de ações voltadas para impulsionar e fortalecer o pequeno varejo na região, por meio do “Meu Negócio É Meu País“, que visa impactar negócios liderados por mulheres nas cidades de Caruaru e distritos próximos.

Como essa ação pode repercutir à economia local

Para a diretora de Relações Corporativas Cone Sul na Coca Cola América Latina, Silmara Olívio, a valorização das iniciativas locais é essencial para o crescimento responsável e o fortalecimento das comunidades onde a companhia atua.

“Reconhecemos que o empoderamento econômico das mulheres é um fator crítico para o desenvolvimento sustentável em todo o mundo, incluindo no Nordeste de nosso país, onde as mulheres desempenham um papel vital na economia local”, destaca.

Nessa empreitada, na região do Agreste pernambucano, a Coca Cola conta com parceiros importantes como a Solar, uma das maiores fabricantes da Coca-Cola no país, a Aliança Empreendedora e o Sebrae.

O projeto, lançado em 2022, já capacitou mais de 600 negócios liderados por mulheres. Para este ano, a proposta é expandir para mais de 1000 mulheres. O novo edital tem como foco Caruaru e os distritos próximos.

As inscrições podem ser feitas até 2 de julho no site cocacoladaumgasnoseunegocio.com/kuat/. A proposta é mais do que acelerar essas mulheres – é capacitá-las para que o crescimento de seus negócios seja sustentável.

Estímulo à circularidade

Além do programa “Meu Negócio É Meu País” a Coca-Cola Brasil e a Solar Coca-Cola continuarão a atuar em outras frentes de impacto social, como estímulo à circularidade com foco nos catadores de materiais recicláveis.

Por meio do programa Recicla Solar, esses trabalhadores serão incluídos na cadeia produtiva da empresa e terão papel importante na coleta de resíduos durante o São João de Caruaru.

O Recicla Solar é parte do programa Reciclar pelo Brasil, uma parceria e co criação com a ANCAT (Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis), uma plataforma construída para unificar ações da indústria em apoio à organização produtiva de cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis.

No último Relatório de Gestão e Sustentabilidade, em 2021, o programa Recicla Solar apoiou 200 organizações de catadores, espalhadas por 135 cidades entre a Bahia, Ceará e Pernambuco.

E, agora, chegou a vez de ampliar para a cidade de Caruaru, durante os festejos juninos, onde a quantidade de materiais recicláveis pode ser potencialmente revertida em renda para a comunidade local.

Até a próxima! Se cada um faz sua parte, o mundo se torna melhor!

 

*Coluna COMUNICAÇÃO E SUSTENTABILIDADE publicada originalmente no Jornal do Sertão PE, escrita pela editora e fundadora do EJ, jornalista Luciana Leão

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram