Governo reforça sistema de prevenção a desastres naturais

Durante o lançamento do Programa de Aquisição de Alimento, nesta quarta-feira (22), no Recife, a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, anunciou investimentos federais em ações de prevenção de desastres naturais.

A pasta vai fornecer equipamentos que serão usados para evitar alagamentos e acidentes nos morros.

“O que eu acabei de assinar é um sistema de monitoramento das questões relativas às mudanças climáticas e também a esse fenômeno da conurbação, das pessoas que vão morar nos morros, nas áreas de risco ou nos alagados. O que faz esse sistema? Além dos R$ 8 milhões que vão para as encostas de morros (anunciados pelo ministro das Cidades, Jader Filho), é preciso ter um monitoramento para evitar que os eventos climáticos que causam desastres e tragédias tirem vidas”, detalhou a ministra, no Ginásio do Geraldão, no Recife.

A ideia do ministério é, através do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), colocar à disposição da Região Metropolitana do Recife um alerta de riscos.

Em todo o Brasil, cerca de mil municípios já são monitorados 24 horas por dia dentro deste esquema.

Parceria Cemaden e Apac

O governo federal garantiu que o trabalho realizado pelo Cemaden será ampliado e aprimorado, em parceria com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), com a implementação de 15 estações geotécnicas que monitoram a água armazenada numa profundidade de quatro metros nos morros.

Assim, será possível acompanhar a umidade do solo e retirar as pessoas de áreas de risco quando existir a possibilidade de um desastre. A implantação de cinco estações de alerta de cheias também estão nos planos do ministério.

* Com informações da Ascom do Governo de Pernambuco

 

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − dez =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram