Fortes chuvas provocam desabamento no Janga

As fortes chuvas que caíram desde a noite de quinta-feira (06) e continuaram pela madrugada nesta sexta-feira (07) provocaram desabamento de parte do conjunto Beira-Mar, na praia do Janga, na cidade do Paulista, Região Metropolitana do Recife.

Segundo a Defesa Civil e o Corpo de bombeiros há soterrados, infelizmente, no local.

Em nota de alerta emitida, o INMET publicou aviso que as chuvas seriam entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia em toda RMR.

Risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios, em cidades com tais áreas de risco.

Mortes

Em última atualização da Defesa Civil de Paulista e do Corpo de Bombeiros realizada neste sábado (8), o número de mortos no desabamento  subiu para 14.

Na tarde do sábado (08), foram encontrados os corpos das três últimas pessoas desaparecidas, uma mulher de 40 anos e seus dois filhos, de 6 e de 9 anos.

Bombeiros

Com as buscas por moradores encerradas após 31 horas, os bombeiros continuam procurando animais na parte do prédio que não desabou.

Na manhã deste sábado (8), os bombeiros tinham resgatado mais três corpos: de uma mulher de 37 anos, de um homem de 40 anos e de uma mulher trans de 19 anos.

Tragédia

A tragédia aconteceu na sexta-feira (7), por volta das 6h30, e os bombeiros foram acionados alguns minutos depois.

O bloco que desabou é o D7 e já havia sido condenado pela Defesa Civil. O edifício faz parte Conjunto Beira-Mar Mar, um complexo de moradias populares com 1.711 unidades distribuídas em 29 blocos, sendo 20 do tipo caixão e nove com estrutura de pilotis.

A construção tem 38 anos e já apresentava rachaduras em diversas unidades, de onde as famílias haviam sido retiradas em 2013, mas acabaram retornando.

Das vítimas, 13 foram resgatadas sem vida dos escombros e uma chegou a ser levada para o Hospital Miguel Arraes, mas não resistiu aos ferimentos.

Entre os mortos, estão crianças de 5, 8 e 12 anos, além de um adolescente de 16 anos. Já os adultos têm idade que variam de 18 a 45 anos. Ao todo, são oito mortos do sexo masculino, cinco femininos e uma mulher trans.

Três pessoas foram resgatadas com vida: uma mulher de 65 anos e duas adolescentes de 15 anos. Uma das adolescentes passou por cirurgia para reparar lesões provocadas pelo esmagamento de uma das pernas e tem quadro estável.

Quatro homens, de 16 a 21 anos, foram encontrados com vida fora do prédio.

*Com informações da Agência Brasil e TV Guararapes

*Matéria atualizada no sábado 08/07

Foto: TV Guararapes

 

 

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 9 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram