Suape vai produzir hidrogênio verde com o apoio do governo inglês

Pernambuco conseguiu avançar nos projetos de incentivo à pesquisa e à produção de hidrogênio verde no Complexo Industrial Portuário de Suape.

Em encontro, nesta quinta-feira (9) na Embaixada do Brasil no Reino Unido, representantes de quatro atracadouros nacionais e do Senai Brasil ganharam um parceiro de peso no continente europeu: o Reino Unido. 

A largada para essa empreitada binacional foi dada durante a realização do Hydrogen Opportunities in Brazil, ocorrido em Londres, capital inglesa.

O evento, promovido pela Embaixada do Brasil no Reino Unido em parceria com o governo anfitrião, contou com a participação do Senai de Pernambuco e da Bahia, e de quatro portos nacionais, incluindo o Complexo de Suape, que já se encontra com uma agenda avançada em relação aos projetos para produção do combustível do futuro.

Apresentação

Márcio Guiot apresenta projetos de H2V na capital inglesa/ Divulgação – Ascom Suape

O diretor-presidente de Suape, Marcio Guiot, e o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da empresa, Carlos Cavalcanti, representaram a estatal pernambucana no evento londrino e tiveram a oportunidade de apresentar o potencial estratégico de Suape e os projetos de H2V em andamento e previstos no complexo para uma plateia composta por empresários do setor de energias renováveis e pesquisadores da área.

 “O evento se reveste de grande importância para Suape. A partir dessa agenda, vamos criar um grupo específico para rever nossa estratégia. Precisamos mapear as  oportunidades em toda cadeia de valor do H2V e estabelecer parcerias com centros de pesquisa de energias renováveis, como os das cidades de Aberdeen (Escócia) e Sheffield (Inglaterra)”, pontuou Marcio Guiot.

Parcerias em pesquisa e produção 

A conexão direta de um porto britânico com o Complexo de Suape, para fortalecimento dos projetos focados na pesquisa e produção do hidrogênio verde, também foi outro ponto acertado durante o encontro. 

“Será de grande importância essa troca contínua de informações e de tecnologias para ambos os países”, ressaltou Carlos Cavalcanti. 

O Instituto Senai de Inovação (ISI) foi representado pelo diretor André Luiz Pierre Mattei e o Senai Cimatec, pelo gerente executivo José Luís Gonçalves de Almeida.

Além do Complexo de Suape, participaram do Hydrogen Opportunities in Brazil os Portos de Pecém, Açu, Rio Grande do Sul e Cluster Marítimo gaúcho. O evento teve apoio da Câmara de Comércio Brasil Reino Unido, Lide United Kingdom,  Santander e REA (Associação de Energia Renovável e Tecnologia Limpa).

*Com informações da Ascom Suape

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − dez =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram