Sistema Cooperativo em debate no Congresso Estadual em Gravatá, Agreste pernambucano

Na programação, diretoria premia vencedores da 2a Edição do Prêmio Jornalismo Cooperativista. Revista Nordeste recebe 1° lugar na categoria impressa e digital

 

Dois dias de programação intensa, nesta quarta-feira(13) e quinta-feira (14) reuniu representantes de Cooperativas regulares em Pernambuco para discutir e planejar as ações para o novo ano que se aproxima.

O presidente do sistema OCB-PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira lembrou, em seu breve discurso, o poeta e escritor Fernando Pessoa, que afirmava: “o rio mais importante é o que passa na minha aldeia”, e transmitiu uma mensagem de otimismo, aos cooperados, durante o 35º Encontro Estadual do Cooperativismo Pernambucano, em Gravatá, Agreste pernambucano.

“Existem frases e ideias que me acompanham nessa jornada. Citaria aqui, que as grandes transformações são e foram movidas pelas ideias. Esse é o fórum das ideias”, disse ao se referir ao 35°Encontro Estadual do Cooperativismo Pernambucano. “Cooperação como prática de vida”, reforçou.

Balanço

Entre algumas ações importantes realizadas em 2023, ele destacou a importância da instituição da Comissão das Mulheres do Cooperativismo, em Pernambuco, bem como o papel da Frente Parlamentar do Cooperativismo.

“No comando, as mulheres representam apenas 12%. Essa Comissão vai trabalhar para que mais mulheres estejam à frente de cooperativas em nosso Estado”.

Missões e Planejamento

Como uma das principais missões, resultado de oito meses de imersão e entrevistas com diversos segmentos de Cooperativas local e nacional, com objetivo de formatar o planejamento, a Ceplan Consultoria e Planejamento Estratégico, sob a expertise da economista Tânia Bacelar e equipe de consultores apresentaram o Plano da OCB-PE 2028.

Na visão da economista Tânia Bacelar, os novos modelos da economia mundial são favoráveis ao Cooperativismo.

Entretanto, como qualquer setor econômico, existem especificidades regionais que devem ser levadas em conta para um planejamento propositivo.

“Identificamos no ambiente externo as oportunidades, forças e também as ameaças e fraquezas. Assim como, no ambiente interno”, pontua.

Dentro dessa análise, para a economista o Cooperativismo em Pernambuco deve apresentar a diversidade como expressão de valor, pois uma cooperativa em uma determinada região é diferente em diversos aspectos.

“Pernambuco tem muitas realidades. É um estado com riqueza de diversidades. Então, para cada região de atuação de uma cooperativa , não é como uma receita de bolo’. Cada modelo de negócio é diferente”, explica.

Objetivos Estratégicos

Sete foram os objetivos estratégicos elencados dentro do Planejamento Estratégico: Fortalecimento da Intercooperação; da Representação Político-Institucional, como as Frentes Parlamentares; Expansão do sistema OCB-PE, assim como conscientizar a importância do registro regular das cooperativas no Sistema OCB; Fomento à Educação e a Identidade Cooperativista; Profissionalização da Gestão das Cooperativas; Ampliação e Inovação da Comunicação com a Sociedade; Promoção da Inovação, em especial no avanço para a Era Digital.

Prêmio de Jornalismo Cooperativista

Vencedores do Prêmio Jornalismo Cooperativista, do sistema OCB-PE. Foto: Divulgação

Durante o Congresso Estadual, a diretoria da OCB-PE anunciou os vencedores do 2º Prêmio de Jornalismo Cooperativista e também a terceira edição em 2024. “ Teremos algumas mudanças e, em breve, vamos estar anunciando”, disse Vanessa Souza, assessora de Comunicação e Imprensa do sistema OCB-PE.

Mídia digital e impressa

Na edição deste ano, a Revista Nordeste foi a vencedora na categoria mídia impressa e digital, com a reportagem “Cooperativismo transformando vidas no Semiárido”.

Almir Miranda, gerente regional do Sicoob PE e a jornalista Luciana Leão. Foto: Divulgação

Escrita pela jornalista Luciana Leão, trouxe histórias inspiradoras de cooperados de cidades do sertão pernambucano e do cariri paraibano que, após a pandemia, conseguiram transformar suas vidas, com apoio do cooperativismo de crédito.

“Avalio que o prêmio enaltece a história das pessoas as quais pude entrevistar. São inspiradoras e motivadoras. Existiam locais onde a falta de crédito era uma realidade e o Sicoob se mostrou presente e mudou a vida daquelas pessoas, como na cidade de Prata, no Cariri paraibano”, comenta Luciana Leão.

Na categoria Telejornalismo, o vencedor foi o jornalista Wagner Oliveira, da TV Guararapes.

Para o jornalismo cooperativo, a jornalista Jailma Barbosa, da Unimed Caruaru, venceu com sua reportagem sobre a importância da comunicação no ambiente hospitalar para pessoas com dificuldade de fala e audição.

 

 

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram