Pernambuco atinge mais de 1 milhão de casos de Covid-19, desde março de 2020

O boletim epidemiológico publicado neste domingo (10) pelo Ministério da Saúde, aponta que o Brasil registrou 21.963 novos casos de covid-19 em 24 horas. O total de casos soma 32.896.464. O documento informa que houve 56 óbitos no período. O número total de mortes em decorrência da doença é de 673.610. Existem 3.233 óbitos por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em investigação. Pernambuco, segundo o boletim ocupa a 11ª posição do ranking dos Estados em números de casos atingindo a marca, neste domingo, de 1.000.241, destes 21.921óbitos.

O boletim também mostra que a taxa de casos ativos teve leve queda, enquanto a taxa de recuperação teve pequena alta. No momento, 94.8%% do total de infectados são considerados livres de sintomas. O total de casos ativos e em acompanhamento é de 1.041.788.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (171.569), Rio de Janeiro (74.288), Minas Gerais (62.347), Paraná (44.030) e Rio Grande do Sul (40.184). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (2.007), Amapá (2.141), Roraima (2.153) , Tocantins (4,169) e Sergipe (6.370).

Vacinação

O vacinômetro do Ministério da Saúde aponta que, até o momento, 454.264.544 doses de vacinas contra covid-19 foram aplicadas no país. Destas, 177,5 milhões como primeira dose, 158 milhões como segunda e 4,9 milhões como dose única. A dose de reforço já foi aplicada em 96,9 milhões de pessoas e a segunda dose extra ou quarta dose, em 12,3 milhões. O painél registra ainda 4,3 milhões de doses como “adicionais”.

Conass

Já, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) a média móvel de mortes por Covid-19 no Brasil teve alta de 72,3% em um mês. No dia 10 de junho, o indicador, que considera os dados dos últimos sete dias, estava em 141. Neste domingo (10/07), chegou a 243 –o maior desde 25 de março.

Este é o 13º dia seguido em que a média móvel de óbitos pela doença fica acima de 200. Em relação ao número de novos casos, a média móvel também aumentou no último mês, em 45%.

Fontes: MS e CONASS

 

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + três =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram