Empregaço Porto Digital é lançado para suprir falta de mão de obra especializada

O Núcleo de Gestão do Porto Digital lança uma chamada pública para o cadastro de empresas embarcadas no parque tecnológico para participar do Empregaço Porto Digital – um programa de recrutamento e seleção realizado com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A iniciativa integra uma série de ações do parque para garantir a formação, especialização e empregabilidade no mercado de trabalho de tecnologia.

Ao final de 2021, a perspectiva do Porto Digital era de mais de 1.500 posições em aberto nas 350 empresas, principalmente em áreas relacionadas ao desenvolvimento de software, com expectativa de abertura de adicionais 3.000 vagas ao longo de 2022. No ano passado, a falta de experiência e/ou de qualificação profissional era a principal razão para o não preenchimento da posição, segundo 43% das empresas do parque.

Para ajudar no processo de seleção de capital humano qualificado, o Porto Digital lança o Empregaço com o objetivo incentivar e apoiar os negócios em seus processos seletivos. O programa conta com evento de engajamento e recrutamento acelerados para vagas voltadas a quem está na parte de entrada do mercado de trabalho – ou seja, pessoas desenvolvedoras de nível júnior, tradicionalmente a etapa da carreira em que profissionais encontram mais dificuldade de encontrar oportunidades.

O objetivo do Empregaço é facilitar a contratação de candidatos inscritos para participar da seleção, com recrutamento acelerado e desburocratizado, sendo como uma ponte entre os processos seletivos dos empreendimentos e os candidatos. A ideia é que cada empresa tenha seu próprio evento e que seja modulado de acordo com as necessidades corporativas – triagem de currículos, testes de aptidão técnica, palestras temáticas de fortalecimento de employer branding, dinâmicas de grupo e entrevistas são algumas das etapas que podem ou não ser parte do recrutamento.

Além disso, a proposta é que Empregaço seja uma ferramenta de promoção de inclusão social e diversidade no parque tecnológico. Um dos requisitos de participação das empresas é a oferta de percentual das vagas ofertadas para algum segmento específico, a critério da empresa participante, como mulheres, pessoas negras (pretas ou pardas), pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica, pessoas LGBTQIA+, pessoas com deficiência, pessoas 50+, ou outros grupos.

*Com informações da Agência de Comunicação e Marketing do Porto Digital

 

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 2 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram