Cultura brasileira perde ícone da MPB, o pernambucano Paulo Diniz

Um dos ícones da MPB, o cantor e compositor pernambucano, Paulo Diniz, morreu nesta manhã, em sua casa, aos 82 anos, no bairro de Boa Viagem, de causas naturais.

A jornada de 56 anos como artista, teve ao seu lado a companhia de vários compositores e cantores(as) brasileiras que gravaram suas músicas como Clara Nunes, Emílio Santiago, Paula Tolller e Simone. Uma de duas composições mais famosas é ” Pingos de Amor”.

Paulo Diniz nasceu em Pesqueira. Antes de se tornar artista trabalhou como engraxate e foi radialista. Além do Recife, onde morava atualmente, fixou residência no Rio de Janeiro, Fortaleza e Caruaru. Ele deixou uma filha, duas enteadas e a esposa, Iluminata Rangel, além de três netos e dois bisnetos. Velório e enterro acontecem nesta quinta-feira (23).

 

 

 

 

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram