Porto de Suape recebe mais certificações socioambientais

Em meio a uma semana marcada por esforços do Governo de Pernambuco na Justiça Federal contra a atracação de um rebocador que transporta casco de um porta-aviões no Porto de Suape, com riscos ambientais e operacionais, a estatal pernambucana conquista mais uma premiação internacional: ocupando o segundo lugar entre os três portos públicos do Brasil com maior número de certificações por práticas de sustentabilidade.

A solenidade desta semana ocorreu durante o Congresso Internacional de Desempenho Portuário (IX Cidesport), evento promovido pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e com a Universidade de Valência, na Espanha.

“O nosso objetivo é garantir a eficiência do Porto de Suape, que opera 24 horas por dia, durante os 365 dias do ano, criando mecanismos para que o complexo seja sustentável e repleto de oportunidades”, afirmou o diretor-presidente de Suape, Francisco Martins.

Na premiação ocorrida em Florianópolis, o Porto do Itaqui (MA) ocupou o primeiro lugar e o terceiro foi para o Porto São Francisco do Sul (SC), ambos com quatro e duas certificações, respectivamente. Atualmente, o Porto de Suape já possui as certificações ISO 14001, ISO 16001 e ISO 9001. 

Programa Carbono Zero

O Porto de Suape também foi um dos vencedores do Prêmio Antaq em Prol da Governança Socioambiental. Dos cinco primeiros colocados, o atracadouro pernambucano foi selecionado com o programa Carbono Zero e com projeto Selo Terminal Amigo do Oceano, sendo o primeiro o vencedor do prêmio.

A cerimônia aconteceu na noite de quinta-feira (10), no Clube Naval, em Brasília. O complexo industrial tem área de 13,5 mil hectares, das quais 59% do território é destinado à preservação ambiental, dentro da Zona de Preservação Ecológica (ZPEC).

 “As premiações nacionais e internacionais reforçam o compromisso de Suape com as boas práticas ambientais, sociais e de governança (ESG, sigla em inglês) e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual Suape é signatário”, enfatizou o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, Carlos Cavalcanti

Projeto Cavalo-marinho 

Há menos de um mês, a empresa recebeu outra honraria no exterior, desta vez concedida pela Associação Americana de Autoridades Portuárias (AAPA), na Flórida (EUA), ao trabalho desempenhado no monitoramento do ambiente estuarino da região, que tem a preservação do cavalo-marinho como referência.

 

 

 

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram