Pernambuco recebe internet em 2.122 instituições no Escolas Conectadas

No país, iniciativa do Governo Federal vai garantir conexão de qualidade a 138 mil escolas de educação básica, com investimento de R$ 8,8 bilhões

 

O Governo Federal anunciou nesta terça-feira (26/9), o Escolas Conectadas, uma iniciativa para universalizar a conectividade de qualidade nas instituições públicas de educação básica até 2026.

Numa parceria entre os ministérios da Educação (MEC) e das Comunicações (MCom), o Escolas Conectadas vai promover o acesso à internet rápida nas mais de 138 mil escolas, a partir de um investimento de R$ 8,8 bilhões.

Em Pernambuco, o desafio é garantir o acesso à internet de qualidade em 2.122 instituições de ensino, 36% das 5.937 escolas públicas de educação básica no estado.

Atualmente, Pernambuco já conta com 3.815 colégios com acesso à banda larga fixa de fibra óptica. Outro desafio é garantir conexão por Wi-Fi, o que vai envolver 3.110 instituições de ensino públicas pernambucanas.

“A educação das nossas crianças e jovens não pode esperar. Temos que ter um trabalho imenso para recuperar a capacidade dessas crianças voltarem a aprender. Com internet de qualidade em todas as escolas, o filho do pobre terá a mesma qualidade de ensino que o filho do rico”, diz o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Acesso por fibra óptica ou via satélite

Para além da necessidade de levar internet ao ambiente escolar, a intenção é garantir que esse acesso seja de qualidade e verificado.

A meta é garantir conexão por fibra óptica ou via satélite com velocidade de pelo menos 1 Mbps por aluno. Em Pernambuco, são cerca de 1,6 milhão de matrículas na educação básica.

No momento, as informações do Governo Federal indicam que o estado tem 358 escolas com velocidade de internet monitorada e adequada, 1.755 com velocidade monitorada, mas de qualidade insuficiente, e 3.824 sem qualquer tipo de monitoramento.

Para as escolas que não possuem acesso a energia elétrica ou que possuem somente acesso à energia elétrica de gerador fóssil (6 unidades escolares em Pernambuco), será viabilizada a conexão com a rede pública de energia ou geradores fotovoltaicos.

Eixos

A Estratégia Nacional de Escolas Conectadas é dividida em quatro eixos: implantar infraestrutura de rede de acesso à internet em alta velocidade; garantir acesso à internet com velocidade adequada; instalação de redes Wi-Fi nas escolas; e fornecimento de energia elétrica.

“Vamos contribuir com a aprendizagem digital e com o aperfeiçoamento da gestão das escolas. Os professores poderão usar recursos pedagógicos para melhor ensinar o conteúdo e os alunos serão incluídos no mundo digital em que vivemos hoje”, afirma o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

O Nordeste é a região com a maior quantidade de escolas que passarão a ter internet de qualidade, totalizando 49.953 instituições.

Em seguida está o Sudeste, com 40.365 escolas; o Norte, com 20.366; o Sul, com 19.826 unidades de educação; e o Centro-Oeste, com 7.845 instituições.

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − um =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram