Equipe da UFRPE fará monitoramento de tubarões em Noronha

A Administração de Fernando de Noronha assinou um Acordo de Cooperação Técnica com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) para o monitoramento das atividades e comportamento dos tubarões nas praias da APA estadual, entre elas, Cacimba do Padre, Boldró, Bode, Meio, Conceição, Cachorro e o Porto. A assinatura ocorreu no Museu dos Tubarões.

Além do monitoramento, entre os objetivos da parceria estão a educação ambiental e a conservação marinha, com foco na preservação das espécies.

Informação científica

O acordo é um marco para a Administração e o Governo do Estado, pois vai fornecer informações científicas sobre as atividades dos tubarões na ilha, em quais períodos do ano eles estão mais presentes nas praias e o que pode ser feito para prevenir ocorrências.

De acordo com Thallyta Figuerôa, administradora de Noronha, os incidentes com tubarões em Pernambuco estão no foco da agenda ambiental do governo. Para ela, a contribuição da UFRPE será fundamental para as ações do uso seguro do mar.

“A Universidade Rural já realiza na ilha esse tipo de trabalho de estudo e pesquisa há quase 10 anos, mas, até então, sem apoio oficial da Administração. Dessa forma, vamos poder pensar em políticas públicas para prevenção de incidentes com tubarões na ilha, assim como ocorre esse trabalho em todo o litoral pernambucano”, disse Thallyta.

Planejamento

O trabalho conjunto entre os profissionais da universidade e os servidores do distrito para traçar metas e estratégias inclui expedições dos pesquisadores ao mar para marcar alguns tubarões e monitorá-los nos próximos seis meses.

A Administração vai poder atuar tanto em preservação e conservação da espécie, como também na criação de políticas públicas com o objetivo de prevenir incidentes. Como destaca Ramon Abelenda, gerente de Meio Ambiente.

“O nosso intuito é fomentar o estudo e o monitoramento dos tubarões. Já neste final de semana vai sair uma expedição ao mar para que os tubarões sejam marcados. A partir disso, vamos poder avaliar o comportamento deles. Queremos envolver toda a comunidade nas práticas de conscientização da convivência com esses animais tão importantes para o meio ambiente de Fernando de Noronha”, explicou Ramon.

Danielle Viana, pesquisadora da UFRPE, durante a assinatura do Termo de Cooperação

 

“Fernando de Noronha é um dos poucos locais no mundo onde a relação entre tubarão e o ser humano é das mais positivas possíveis. Temos hoje uma rede de 13 receptores que estão posicionados nas principais praias da ilha. Nós temos condições de responder com essa pesquisa se os tubarões monitorados se aproximam da praia e quanto tempo eles permanecem, além de outras informações. Nós sabemos exatamente onde são os pontos quentes das presenças dos animais no arquipélago, principalmente das espécies limão e tigre”, afirma Danielle Viana, pesquisadora da UFRPE .

Capacitação

O acordo prevê ainda a promoção de capacitações dos servidores da Administração da ilha, nas áreas de engenharia de pesca e aquicultura, oficinas de educação ambiental na temática dos tubarões e elaboração do manual de sinalização das praias. A cooperação técnica é também uma maneira de contribuir no desenvolvimento e sustentabilidade das atividades de pesca, arborização e agricultura familiar do arquipélago.

A entrega do diagnóstico do comportamento dos tubarões nas praias da APA está prevista para dezembro.

 

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 17 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram