Dia Internacional dos Povos Indígenas destaca papel da juventude

As Nações Unidas marcam o Dia Internacional dos Povos Indígenas nesta quarta-feira (9 ). Com foco na juventude, o secretário-geral da ONU, António Guterres, destaca o papel dos jovens na “criação de mudanças e na moldagem do futuro”.

Ele também ressalta que, em todo o mundo, os povos indígenas enfrentam sérios desafios, com as suas terras e recursos ameaçados, seus direitos minados e sua persistente vulnerabilidade à marginalização e à exclusão.

 

Mulheres indígenas no Equador. Foto: UN Women Equador/ Johis Alarcón

Líderes da ação climática

Segundo o chefe da ONU, a juventude indígena está ajudando a lutar contra isso.

Guterres afirma que eles são os líderes no movimento global de ação climática, defendem justiça e igualdade, celebram suas culturas, promovem os direitos humanos e sensibilizam para a história e questões indígenas ao redor do mundo.

O líder das Nações Unidas explica que os conhecimentos e tradições indígenas estão profundamente enraizados no desenvolvimento sustentável e podem ajudar a resolver muitos desafios comuns do momento atual.

Assim, ele afirma ser vital que a juventude indígena, tanto as mulheres quanto os homens, esteja envolvida nos processos de tomada de decisão.

Guterres pede que haja compromisso em garantir os direitos individuais e coletivos da juventude indígena, bem como em apoiar o seu envolvimento nos diálogos globais e na tomada de decisões.

Povos indígenas pelo mundo

Segundo a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, os povos indígenas vivem em todas as regiões do mundo e possuem, ocupam ou usam cerca de 22% da área terrestre global.

Eles somam entre 370 e 500 milhões de pessoas e representam a maior parte da diversidade cultural do mundo.

A Unesco ainda destaca que eles falam a maioria das cerca de 7 mil línguas do mundo e representam 5 mil culturas diferentes.

Apesar de suas diferenças culturais, os povos indígenas de todo o mundo compartilham problemas comuns relacionados à proteção de seus direitos como povos distintos.

De acordo com a agência da ONU, muitos povos indígenas continuam a ser confrontados com a marginalização, pobreza extrema e outras violações dos direitos humanos.

 

*Redação EJ com ONU NEWS

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram