Bloco dos Catadores no Carnaval do Recife

Ambev e ANCAT se uniram para atuar na capital e promover trabalho e renda para catadores cooperados e individuais

Catadores individuais e organizados em cooperativas participam do “Bloco dos Catadores”, no Recife, durante todo o período carnavalesco. A iniciativa é uma parceria da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT) com a Ambev.

Na capital pernambucana, a ação tem o apoio da Prefeitura do Recife. Outra cidade também escolhida é São Paulo. Na capital paulista, a ação conta com a parceria da Rede de Cooperativas CataSampa e com a ONG Pimp My Carroça, que possui foco nos catadores individuais.

A operação conta com apoio da Solos, negócio de impacto que promove economia circular, junto a territórios e marcas, por meio da mobilização de pessoas para realizar o descarte correto das embalagens pós-consumo.

Este é o primeiro evento após o recente anúncio de dois decretos importantes para os catadores: o programa Diogo Santana Pró-Catadoras e Catadores para a Reciclagem Popular (decreto 11.414/23), projeto estruturante e de capacitação da categoria, e o decreto 11.413/23, que substitui o Recicla + (decreto 11.044/22), que regulamenta a logística reversa no país, com maior participação destes trabalhadores.

Jornada de trabalho

Todos os catadores cadastrados receberão um valor fixo por jornada de trabalho, além da remuneração pela venda dos materiais recolhidos. Os resíduos serão pesados na hora em centrais de coleta instaladas em locais estratégicos dos circuitos carnavalescos.

Além disso, todos os trabalhadores receberão EPIs (Equipamento de Proteção Individual), sacos apropriados para coleta, bonés, camisetas, crachás e terão acesso a postos de apoio com hidratação e banheiros.

Tecnologia blockchain para rastreamento

Para este ano, a iniciativa vai ter um diferencial no quesito inovação, segundo informou o presidente da ANCAT, Roberto Rocha.

“Esta ação do carnaval 2023 engloba uma prestação de serviços diferenciada. Além da atuação dos catadores, usaremos a tecnologia blockchain, para garantir a rastreabilidade dos resíduos”, destaca Rocha, ao explicar a plataforma de rastreabilidade ANCAT Reutiliza Já, uma novidade na ação dos catadores em carnavais e que garante maior eficiência no controle e destinação de cada tipo de resíduo.

“Por mais um ano, estamos ao lado de ambulantes e catadores de todo o Brasil no Carnaval, que são extremamente importantes no nosso ecossistema e essenciais na nossa jornada de logística reversa e impacto positivo. Afinal, parcerias como essa com a ANCAT beneficiam toda a cadeia e incentivam a cultura da reciclagem e a conversão dos materiais em geração de renda, fomentando o crescimento compartilhado”, comenta Mariana Senna, diretora da Ambev.

 

*Com informações da Ambev e da ANCAT

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + vinte =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram