Latam faz seu 1° voo com combustível sustentável

A LATAM realizou seu primeiro voo internacional utilizando Combustível Sustentável de Aviação (SAF, na sigla em inglês), em parceria com Air bp, um dos maiores provedores mundiais de combustível de aviação e certificado internacionalmente pelos procedimentos ISCC EU (International Sustainability Carbon Certification).

O combustível, que é produzido com matérias-primas alternativas como resíduos, gorduras, óleos e processados juntamente ao combustível convencional, foi utilizado em um voo de carga operado pela LATAM Cargo Chile a partir do Aeroporto de Zaragoza, na Espanha, com destino à América do Norte.

Em comunicado, a companhia explica que a mistura resulta em um produto sintético e com baixo teor de CO2.

Para a viagem, foram utilizados 30 mil litros de SAF coprocessado com óleo de cozinha usado e incorporado ao combustível de aviação tradicional.

“Esse voo representa um dos avanços mais concretos em nossa agenda em relação ao uso de SAF”, afirma Andrés Bianchi, CEO da LATAM Cargo.

Metas

A LATAM estabeleceu o compromisso de dar suporte à proteção e ao cuidado com o meio ambiente, e o uso desse tipo de combustível se apresenta como uma ferramenta fundamental neste esforço.

A operação faz parte do compromisso firmado pela LATAM em 2021, de alcançar a neutralidade de carbono até 2050. A companhia também se comprometeu a eliminar plásticos de uso único até 2023 e ser um grupo com zero resíduos para aterros sanitários até 2027.

O SAF utilizado pela LATAM foi fornecido pela Air bp, um dos maiores provedores mundiais de combustível de aviação e certificado internacionalmente pelos procedimentos ISCC EU (International Sustainability Carbon Certification).

“O anúncio representa um outro marco importante para a Air bp em seu esforço de aumentar a disponibilidade de combustível sustentável. É um passo fundamental na substituição de combustíveis fósseis por matérias-primas renováveis nas refinarias”, afirma Andreea Moyes, diretora global de Sustentabilidade da Air bp.

De acordo com a empresa, atualmente é permitido utilizar até 5% de matéria-prima sustentável no coprocessamento do SAF, que contribui para diminuir as emissões de carbono ao longo do seu ciclo de vida se comparado com o combustível de aviação convencional.

*Com informações da LATAM

 

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram