Escassez de água atinge 2 bilhões de pessoas

Com uma escassez hídrica agravada pela mudança climática aumentam os riscos relacionados a desastres, como as enchentes e secas. A subida das temperaturas interrompe os padrões de chuva e todo o ciclo da água, destaca a Organização das Nações Unidas (ONU).

Estima-se que 2 bilhões de pessoas em todo o mundo não tenham atualmente acesso à água potável. Cerca da metade da população global enfrenta escassez severa por pelo menos uma parte do ano.

Dezenas de eventos para marcar a Semana Mundial da Água mobilizam políticos, especialistas, sociedade civil e agências da ONU em todo o mundo para refletir sobre a mudança climática, perda de biodiversidade e pobreza.

A cidade de Estocolmo, Suécia, acolhe grande parte das reuniões que acontecem até quinta-feira (24) e têm apoio do Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma.

Estatísticas

De acordo com as Nações Unidas, esses números poderão subir em meio às mudanças climáticas e ao crescimento populacional.

O planeta tem 0,5% do total da água potável utilizável e disponível, em meio a alterações do clima que afetam a disponibilidade.

Ainda na cidade sueca, será lançado o estudo Águas Residuais Transformando Problema em Solução. Também será realizado um debate intitulado Água: a fonte da futura sustentabilidade social.

A semana fechará com o evento para impulsionar ações locais de gerenciamento hídrico a partir de sistemas globais de alerta precoce, monitoramento e vigilância de águas residuais em favor da saúde pública e gestão ambiental.

Grandes cadeias montanhosas

A ONU destaca a ligação essencial entre água e mudanças climáticas. Essa complexidade envolve “padrões imprevisíveis de chuvas a diminuição das camadas de gelo, aumento do nível do mar, inundações e secas”.

Nos últimos 20 anos, ocorreu uma queda de 1% da água armazenada na superfície terrestre ao ano, incluindo pela umidade do solo, pela neve e pelo gelo. A situação teve grande reflexo em vários aspectos e ações para a segurança hídrica.

O Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima, Ipcc, alerta sobre uma baixa do abastecimento de água armazenada em geleiras e na cobertura de neve ao longo do século.

Água doce para humanos e ecossistemas 

A situação reduzirá a disponibilidade hídrica em períodos quentes e secos em regiões abastecidas por água derretida de grandes cadeias montanhosas, onde mais de um sexto da população mundial atualmente vive.

A alta do nível do mar agrava a salinização das águas subterrâneas, diminuindo a disponibilidade de água doce para humanos e os ecossistemas nas áreas costeiras.

O Ipcc destaca que limitar o aquecimento global a 1,5°C reduziria em cerca da metade a proporção da população mundial que sofreria com a escassez de água, se comparado ao nível de 2°C.

*Com Agência ONU

Please follow and like us:

Luciana Leão

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 3 =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram