ABNT lança a norma sobre neutralidade de carbono no Brasil

Prática recomendada é baseada no documento do Organismo Nacional de Normalização Britânico (BSI) e traz novos conceitos alinhados às normas internacionais

 

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) lançou oficialmente, este mês, a ABNT PR2060 que prevê as regras que regulamentam a neutralidade do carbono no Brasil.

A norma apresenta uma série de recomendações e critérios para a demonstração de neutralidade de carbono por instituições e pessoas físicas, baseadas em quantificação e em metas para a redução e também para a compensação das emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE).

De acordo com o gerente geral de Instrumentos Econômicos da Secretaria de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Fernando de Noronha de Pernambuco (Semas-PE), Bruno Lopes, a nova norma traz um movimento importante para gerar um arcabouço de regras para atingir a neutralidade do carbono.

“Ela estimula, em um primeiro estágio, uma redução das emissões internamente, para apenas depois buscar alternativas que abatam essas emissões, seja via compra de créditos de carbono ou outros instrumentos para reduzir sua pegada de carbono”, ressalta.

Requisitos

A norma ABNT PR2060 traz requisitos que podem ser cumpridos por qualquer empresa, seja privada ou pública, para demonstrar neutralidade de carbono por meio da redução e compensação das emissões de gases de efeito estufa (GEE) de um produto, serviço ou projeto exclusivamente identificado.

A prática recomendada foi baseada no documento do Organismo Nacional de Normalização Britânico (BSI) e possui novos conceitos alinhados às normas internacionais específicas (ISO), ao tema de redução de emissões dos Gases de Efeito Estufa (GEE).

“É importante salientar que essa padronização da ABNT não é legalmente vinculante, ou seja, os aderentes não sofrem punição por inconformidade ou não execução de todas as práticas propostas na norma. Mas isso não impede de ser uma sinalização importante para o mercado e uma forma de ajudar empresas a sair da inércia por falta de critérios ou de uma metodologia a seguir para descarbonizar seus processos”, complementa Bruno Lopes.

A Prática Recomendada ABNT PR 2060 está disponível no ABNT Catálogo e foi criada pelo Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental do ABNT/CB-038.

Please follow and like us:

Redacao EJ

Leia mais →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + cinco =

Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram